• 10-07-2018
Montagem Telhado

Oferta atual do sector desafia “qualquer ideia pré-concebida”

Realçar os atributos da telha produzida em Portugal e “reforçar os reais benefícios da utilização deste produto na construção de coberturas e fachadas” são alguns dos objetivos que presidiram à recente criação do Grupo Nossa Telha. Constituído pelas principais empresas portuguesas do subsector da indústria cerâmica estrutural, “é o resultado de uma vontade e, acima de tudo, de uma certeza: é necessário mudar o paradigma do que é convencionalmente associado à telha nacional”, aponta um comunicado do grupo.

Com o apoio da Associação Portuguesa da Indústria da Cerâmica e Cristalaria (APICER), seis empresas juntaram-se neste projeto, entre elas a Coelho da Silva, de Porto de Mós, e a Umbelino Monteiro, de Pombal. “A Nossa Telha resulta da necessidade de as referidas marcas/empresas que produzem e comercializam telha de cerâmica alertarem para o uso e para os benefícios” deste produto, “em detrimento de outros produtos de qualidade inferior, supostamente mais baratos e cuja integridade e durabilidade, estética e manutenção podem ser questionadas”.

De acordo com estes fabricantes, a telha produzida em Portugal “vai muito além da tradição e da herança que lhe é intrínseca”. É atualmente considerada a opção mais durável, segura e autêntica capaz de corresponder às exigências e parâmetros de qualidade. Preenche os critérios técnicos de desempenho, legais, integrativos, económicos, exigidos no mercado interno e internacional”. Usada na requalificação, reabilitação e obras nova, a telha cerâmica oferece atualmente uma vasta gama de soluções, funcionais e estéticas, “que desafiam qualquer ideia pré-concebida”.

De acordo com os fabricantes agora unidos nesta marca, “mais do que uma campanha de promoção da telha cerâmica esta é uma junção de interesses dos principais produtores nacionais com vista a inverter escolhas irrefletidas e precipitadas de curto prazo e orientar o consumidor final e influenciadores para uma escolha natural assente nas mais-valias e benefícios comprovadores”.